Sábado , 17 de Setembro DE 2011

Leila Lopes

 Escrevo este post porque acho que é um momento de extrema importância a nível mundial, Leila Lopes, mais conhecida por Miss Universo 2011, demonstra para além de uma infindável beleza, que o mundo está a mudar, isto é, quem é que há uns 10 ou 20 anos atrás diria que o EUA seriam governados por Barack Obama, ou um homem negro, preto, ou black, como mais preferirem. Pois é ninguém diria, mas a verdade é que a população estadudinense, que por sinal é uma das mais xenófobas, elegeu Barack Obama, a Disney criou uma princesa de raça negra e agora passa-se o mesmo com a Miss Universo 2011, um concurso ao qual nada ligo e não vejo grandes benefícios para sua existência, Leila Lopes, é a primeira mulher de raça africana, negra, preta ou black, que venceu esta competição, a quem passaria isto pela cabeça?

 A mim não passava de certeza, a supremacia caucasiana liderava este mundo, e aparece Leila Lopes para uma vez mais mostrar que os preconceitos ainda existem, mas que se estão a dissipar, pois eles, raça negra, são tão bons ou melhores que os caucasianos. Felicito desde já a jovem Leila Lopes e espero que consiga atingir os seus objectivos de vida.

 

publicado por Quiosque Virtual às 16:25
Sexta-feira , 12 de Fevereiro DE 2010

Polvo

Boa tarde caros leitores,

 

Este título já diz tudo, venho hoje opinar sobre este caderno publicado pelo semanário SOL.

Eu confesso que ainda não o li, mas sei que foi o jornal mais vendido de hoje.

Mais uma vez é demonstrado aquilo que digo, de o português ir atrás da onda, o jornal prometeu fazer um caderno polémico, e como somos um povo de fofoquices lá fomos nós comprar o jornaleco que, ao que parece, só ataca o Sr. José Sócrates, é um ataque tão pessoal que o próprio sindicato dos jornalistas vêm dizer que o jornal deveria ter falado com os visados para ser um jornalismo melhorzito, por assim dizer.

Vamos lá fazer o ponto de situação, a maioria do povo queixa-se do estrangulamento da liberdade de expressão pela parte governo, mas ao que parece este jornal tem acesso a todas as escutas e trata de denegrir a imagem do Sr. José Sócrates em praça pública, por isso, o que deduzo, é que não há estrangulamento algum, mas sim abertura a mais. Este jornal comete não respeita nada nem ninguém,  pois vasculha a vida privada das pessoas só para ser o jornal com mais tiragens no país, mas há quem apoie estas iniciativas e aplauda, o que é normalíssimo num país como o nosso, onde o povo vive da cusquice.

Acham que é correcto expor e vasculhar assim a vida privada de alguém? Gostavam que vos fizessem o mesmo?

Eu não digo que o Sr. José Sócrates esteja inocente, mas é de uma imbecilidade enorme expor assim a vida privada de alguém, estas pessoas gostam de conflitos, gostam de andar nas bocas do mundo, e por vezes são intituladas como sendo a voz do povo, mas esquecem-se que pela boca morre o peixe.

Este tipo de jornalismo é vergonhoso, isto nem se chama de jornalismo, isto é o puro "corte e costura".

Eu só gostaria de pedir aos meus leitores e conhecidos que não sejam arrastados por ondas, que ajam por vós mesmos.

Não vão atrás dos sensacionalistas, vão atrás do que acreditam, se acreditam no Sr. Sócrates digam que acreditam sem vergonhas, mas não ataquem quem não acredita, pois eles também têm o direito de não acreditar, se acreditam na imprensa digam que acreditam nela, mas mais uma vez não ataquem, quem não acredita, se não acreditam em ninguém, que é o meu caso, digam-no e mostrem-no e lutem, mas mais uma vez sem denegrir ninguém.

" A minha liberdade acaba onde começa a tua", é uma frase que não é respeitada por quase ninguém.

Façam-na voltar a ter valor.

 

Mais uma vez obrigado a todos os leitores que me acompanham.

Até breve :)

sinto-me: Envergonhado
publicado por Quiosque Virtual às 13:41
Sexta-feira , 29 de Janeiro DE 2010

Afeganistão

Boa tarde caros leitores.

Hoje venho "opinar" sobre um tema que tem provocado alguma controvérsia nos últimos anos, ele é, a Guerra no Afeganistão.

Eu muito sinceramente ainda não percebi o porquê de estarem tantos dentro de um. Já todos sabemos que os senhores americanos guerreiam por tudo e por nada, matam por tudo e por nada, resumindo, fazem tudo o que lhes apetece fazer, quando querem e não são penalizados por isso, antes pelo contrário, ainda são idolatrados e seguidos por meio Mundo.

Apeteceu-lhes invadir o Afeganistão e lá vão eles matar pessoas inocentes, que nunca lhes fizeram mal na vida, que são perseguidas constantemente pelas maiores potências mundiais.

Se calhar muitas pessoas que estão a ler este post, já estão a achar que sou um tamanho idiota, mas são opiniões.

Eu pergunto-me porque é que existe tanto ódio aos talibãs e afegãos?

Será que é porque cada país que vai para lá "brincar" aos tiros tem sempre mais baixas do que era esperado? Talvez não sei.

Os afegãos são um povo super paupérrimo, que vivem pior que certos cães, o ordenado mínimo lá deve ser uma carcaça, mas isso não importa, o que importa é matá-los e justificar essas mortes como sendo potenciais terroristas, embora os maiores terroristas sejam quem tem mais influência no mundo.

Um afegão, nunca invadiu um país, nunca foi a outro país matar, porque os jogos da playstation são pouco reais, eles matam é quem tenta matar a sua família e quem destrói o seu país, a sua casa, o seu sustento.

Eu ainda estou incrédulo que atribuam prémios Nobel ao presidente do país mais assassino do mundo, ele próprio disse, quando foi eleito, que não acabaria com a guerra no Afeganistão, e os lambe botas estão com ele (tais como OTAN).

Eu condeno veemente este tipo de comportamentos, eu apoio os afegãos, se isso me faz de mim um terrorista, então sim, sou um terrorista. Que me vão fazer agora? Matar? Talvez seja uma das hipóteses mais prováveis.

Está na hora de haver paz no Mundo, está na hora de dizer NÃO aos pseudo donos do Mundo.

Eu tenho vergonha de Portugal estar envolvido nesta carnificina, mas isto é alguma coisa connosco? Eles fizeram-nos algum mal? Deixem de ser lambe botas.

Ah, antes que me esqueça, eu acho que proposta de Bin Laden é uma proposta que devia ser pensada por nós, ele mesmo sendo terrorista, consegue ser mais humano e pacífico que esses pseudo donos do Mundo.

Também não percebo porque consideram Bin Laden um terrorista e não consideram os EUA e seus "súbditos" terroristas.

Mas cada um com a sua opinião.

Eu falo e escrevo na esperança de conseguir ajudar um povo que já há muito tempo não sabe o que é ser feliz.

Inglaterra, ex-URSS e EUA são uns dos grandes culpados, deixem aquele povo descansar em paz. Matem-se dentro do vosso país, matem as pessoas da vossa nacionalidade.

 

Mais uma vez agradeço a todos os leitores que me seguem.

Até breve : )

sinto-me: Irado
publicado por Quiosque Virtual às 13:20
Terça-feira , 20 de Outubro DE 2009

A Asfixia Democrática

Boa noite caros leitores!

 

Hoje venho falar sobre um tema que tem despertado alguma polémica (ainda não entendi porquê), que é o novo livro de José Saramago, Caim. Eu ainda não tive a oportunidade de o comprar nem ler, mas faço intenções de o fazer, para já porque gosto das obras do autor e depois este livro, ao que parece, é um livro com algum humor, o que me agrada.

 

Agora muitos de vós devem estar a pensar o que é que o título deste post tem a ver com o que já foi escrito e eu vou dar-vos já a resposta. Ao que parece este livro está envolto em grande polémica pois vem a falar de Caim, que segundo a Bíblia matou o seu irmão, Abel, a mando de Deus, e como já muitos de nós sabemos, José Saramago é ateu e como tal deu a sua opinião acerca da existência de Deus, o que causou uma enorme polémica entre os crentes, nomeadamente padres e indivíduos directamente ligados à igreja, mas na minha mais sincera opinião isto já era de esperar pois cada um defende os seus ideais, até aqui nada que me causasse grande estranheza, mas qual o meu espanto quando hoje fiquei a saber que já existem pessoas ligadas à política a criticar e a julgar o escritor. Estou a falar do eurodeputado do PSD, o senhor Mário David, ele veio dizer que queria que o escritor abdicasse já da sua nacionalidade, porque tem vergonha em ser seu compatriota e pergunta e passo a expressão "Ou julga que, a coberto da liberdade de expressão, se lhe aceitam todas as imbecilidades e impropérios?" Eu agora pergunto se aqui não existe um tentativa de asfixiar a democracia, uma frase tão usada na época de eleições pela líder do partido a que pertence. Então agora lá por não concordar com certas opiniões, sou obrigado a mudar de nacionalidade, de país e sabe-se lá mais o quê? Caro senhor Mário David, uma pessoa com o seu estatuto deveria pensar mais um pouquinho, eu acredito que seja um pouco difícil pois como eurodeputado tem muito em que pensar, antes de fazer as declarações que fez, a Inquisição já lá vai e ainda bem, porque senão não tenho a mínima dúvida que o senhor eurodeputado Mário David em vez de pedir que José Saramago abdicasse da sua nacionalidade, pediria que fosse queimado de seguida. É triste ainda assistir a coisas destas. Já agora que tal o senhor eurodeputado Mário David aplicar a sua expressão, já transcrita aqui, às suas declarações, pois essas foram sinónimos de uma imensa imbecilidade! 

 

Mais uma vez agradeço a todos vós que acompanham o meu blog!

 

Até breve!

tags:
sinto-me: Envergonhado
publicado por Quiosque Virtual às 19:44

mais sobre mim

pesquisar

 

Outubro 2011

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

últ. comentários

mais comentados

arquivos

tags

links

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro